12/08
Pets em apartamento: como criar um bom ambiente

Quer saber como criar bem seus pets em apartamento? Confira nossas dicas de saúde, segurança e mais!

Ter pets em apartamento é bastante comum nos dias de hoje. Com os bichinhos sendo considerados parte da família, eles deixaram de ser exclusivos de quem possui uma casa com um quintal espaçoso. Por isso, é importante tomar alguns cuidados para garantir que eles tenham todo o conforto e segurança que precisam para ter uma vida saudável.

A maioria dos apartamentos possui espaços reduzidos para os pets em relação às casas, mas também pode oferecer uma vida boa para eles. O principal objetivo é evitar o sedentarismo, que pode acabar causando problemas físicos e até psicológicos nos nossos amiguinhos. Então fique atento nas nossas dicas direcionadas para gatos e cachorros!

Que raças posso ter no meu apartamento? Muitos especialistas argumentam que não existe uma raça melhor ou pior de pets em apartamento, pois é possível encontrar lugares bem adaptados para as peculiaridades de cada uma. O importante é você conseguir oferecer um ambiente seguro e adequado para as necessidades do seu animalzinho.

Na nossa lista, consideramos que, de maneira geral, os apartamentos possuem espaços reduzidos, sem área externa para os bichinhos explorarem quando ficam sozinhos. Por isso, nossa indicação privilegia raças menores e um pouco mais tranquilas.

Gatos: Scottish Fold, Ragdoll, Burmês, Maine Coon e Angorá.

Cachorros: Pug, Buldogue Francês, Maltês, Poodle Toy e Lulu da Pomerânia.

Pets em apartamento: como criar um bom ambiente Saúde, conforto e segurança. Esse é o tripé de que deve ser levado em consideração para você que deseja garantir uma vida feliz para seus pets em apartamento. Com algumas medidas simples e ajustes na sua rotina, você deve conseguir sem problemas:

Crie uma rotina de exercícios Assim como nós, realizar exercícios também traz benefícios para a saúde dos bichinhos. Se você não tiver muito tempo disponível, pode realizar brincadeiras dentro do próprio apartamento com petiscos e brinquedinhos. O ideal é levá-lo para passear na rua ao menos duas vezes por dia. Isso também vale para cães e gatos mais velhos. Por mais que eles sejam mais tranquilos e até pareçam desinteressados, essa movimentação é bastante importante.

Defina um espaço para o seu pet É importante encontrar um bom lugar para servir de “casinha” para o seu pet. Mesmo que ele já tenha sua caminha, o ideal é que ele disponha de um espaço um pouco maior que reúna seus brinquedos e potinhos de água e comida. Ter essa área reservada ajuda na ambientação e no conforto do animal.

Lembre-se dos vizinhos Ter pets em apartamento não impacta a sua vida somente. Em um prédio a vizinhança vive muito próxima e animais mais agitados podem trazer problemas. Por isso, é muito importante conhecer seus deveres e direitos como tutor.

Primeiramente, é bom esclarecer que condomínio nenhum pode proibir a presença de cães ou gatos, isso faz parte do seu direito de propriedade. Aos pets também é garantido o direito de utilizar o elevador e transitar pelas áreas comuns. Exige-se apenas que eles estejam sempre com uma guia curta e, em caso de animais de grande porte ou agressivos, com focinheira.

É responsabilidade do tutor limpar toda a sujeira dos animais, tanto nas áreas comuns quanto na área privada. O dono também precisa garantir que o pet não perturbe o sossego ou ameace a saúde e a segurança dos vizinhos.

Realize um enriquecimento ambiental É muito importante para cães e gatos terem estímulos constantes durante o dia. Normalmente, é difícil oferecer a atenção necessária, já que eles costumam passar a maior parte do tempo sozinhos. A situação fica ainda pior quando temos nossos pets em apartamento, sem um quintal para servir como recreação.

O que fazer? Crie um ambiente instigante. Esconda alguns petiscos pela casa, espalhe uns brinquedos em locais um pouco distantes da área de conforto dos bichinhos. Isso ajuda a estimular a inteligência deles e evita que fiquem entediados.

Proteja bem o ambiente A segurança é fundamental quando temos pets em apartamentos, principalmente em andares mais altos. Infelizmente, casos de acidentes envolvendo animais de estimação são bastante comuns. Por isso, é fundamental proteger varandas, sacadas e janelas com redes de proteção. E essa dica não vale apenas para os donos de gatos: quem tem cachorro também precisa se prevenir. Dessa forma, os bichinhos podem viver mais tranquilos e correr sem se preocupar.

Também é importante prestar atenção nas coisas que ficam ao redor e ao alcance dos pets. Lembre-se de retirar tudo que pode oferecer uma ameaça a sua segurança ou saúde, como pequenos objetos que possam ser ingeridos.

Pronto! Agora você já tem ótimas dicas para criar muito bem seus pets em apartamento com todo o conforto, saúde e segurança que eles precisam! Que tal agora arrumar sua decoração para deixar o lugar ainda mais confortável para os bichinhos? Leia nosso texto “Decoração: como escolher os móveis certos”.

E se você estiver procurando um condomínio com espaço pet, onde você pode dar banho e cuidar melhor da higiene dos seus bichinhos, a Piemonte Construtora tem opções em Florianópolis e Curitiba. Entre em contato conosco!

Comente